Como Pesquisar Ações

A pesquisa de ações pode ajudá-lo a avaliar uma empresa e decidir se vale a pena adicionar ao seu portfólio.

Pesquisar ações é muito parecido com comprar um carro. Você pode basear uma decisão apenas em especificações técnicas, mas também é importante considerar como será conduzir na estrada, a reputação do fabricante e se a cor do interior camuflará os pelos dos cães.

Os investidores têm um nome para esse tipo de pesquisa de ações: análise fundamental.

O que isso significa: Examinar uma série de fatores – como finanças, equipe de liderança e concorrência da empresa – para avaliar uma ação e decidir se ela merece uma vaga em seu portfólio.

Pesquisar Ações: 4 Passos Fundamentais para Avaliar Ações

Uma observação antes de nos aprofundarmos: as ações são consideradas investimentos de longo prazo porque elas representam bastante risco; você precisa de tempo para resistir a altos e baixos e se beneficiar de ganhos a longo prazo.

  • Junte os Documentos de Pesquisa de Ações;
  • Analise os elementos contábeis/financeiros;
  • Avalie a empresa de forma qualitativa;
  • Contexto é importante.

Isso significa que investir em ações é melhor para o dinheiro que você não precisará nos próximos cinco anos.

como-pesquisar-acoes

1. Reúna seus Materiais de Pesquisa de Ações

Comece analisando as informações financeiras da empresa. Isso é chamado de pesquisa quantitativa e começa reunindo alguns documentos que as empresas precisam arquivar na Comissão de Valores Mobiliários do Brasil:

  • O Relatório Anual que inclui as principais demonstrações financeiras que foram auditadas. Aqui você pode revisar o balanço de uma empresa, suas fontes de receita e como ela lida com seu caixa e suas receitas e despesas.

Você encontrará destaques dos registros acima e índices financeiros importantes no site da sua corretora ou nos principais sites de notícias financeiras. Essas informações ajudarão você a comparar o desempenho de uma empresa com outras candidatas pelos seus investimentos.

2. Limite seu Foco

Esses relatórios financeiros contêm muitos números e é fácil ficar atolado, especialmente quando olhamos pela primeira vez. Concentre-se nos seguintes itens para se familiarizar com o funcionamento interno de uma empresa:

Receita

A quantia que uma empresa captou durante o período especificado. É a primeira coisa que você verá na demonstração de resultados, e é por isso que é frequentemente chamada de “linha principal”.

Relacionado: 5 Erros de Novato no Planejamento Financeiro que Custam Caro (e o que fazer em vez disso!) Explicado em 5 vídeo aulas gratuitas

Às vezes, a receita é dividida em “receita operacional” e “receita não operacional”. A receita operacional é mais reveladora porque é gerada a partir do negócio principal da empresa. A receita não operacional geralmente vem de atividades comerciais únicas, como a venda de um ativo.

Lucro Líquido

Esse número “essencial” – assim chamado porque está listado no final da demonstração do resultado – é a quantia total em dinheiro que uma empresa ganhou após as despesas operacionais, impostos e depreciação serem subtraídos da receita.

A receita é equivalente ao seu salário bruto e a receita líquida é comparável ao que resta depois que você paga impostos e despesas de subsistência.

Lucro e Lucro por Ação (LPA).

Quando você divide os ganhos pelo número de ações disponíveis para negociação, obtém ganhos por ação. Esse número mostra a lucratividade de uma empresa por ação, o que facilita a comparação com outras empresas.

Quando você vê o lucro por ação seguido por “(ttm)”, se refere aos “doze meses seguintes”.

O lucro está longe de ser uma medida financeira perfeita porque não mostra como – ou com que eficiência – a empresa usa seu capital. Algumas empresas pegam esses ganhos e os reinvestem nos negócios. Outros os pagam aos acionistas na forma de dividendos.

Relação Preço-Lucro (P / L)

Dividir o preço atual das ações de uma empresa por seu lucro por ação – geralmente nos últimos 12 meses – fornece a relação P / L à direita da empresa.

A divisão do preço das ações pelos ganhos previstos dos analistas fornece o P / L a prazo. Essa medida do valor de uma ação informa quanto os investidores estão dispostos a pagar para receber R$ 1 dos ganhos atuais da empresa.

Lembre-se de que a relação P / L é derivada do cálculo de lucros por ação potencialmente defeituoso e as estimativas dos analistas são notoriamente focadas no curto prazo. Portanto, não é uma métrica independente confiável.

Retorno sobre Patrimônio Líquido (ROE) e Retorno sobre Ativos (ROA)

O retorno sobre patrimônio líquido revela, em termos percentuais, quanto lucro uma empresa gera com cada real investido pelos acionistas. O patrimônio é patrimônio líquido.

O retorno dos ativos mostra qual porcentagem de seus lucros a empresa gera com cada real de seus ativos. Cada um deles é derivado da divisão do lucro líquido anual de uma empresa por uma dessas medidas.

Essas porcentagens também informam sobre a eficiência da empresa em gerar lucros.

Aqui, novamente, cuidado com as pegadinhas. Uma empresa pode aumentar artificialmente o retorno sobre o patrimônio comprando ações de volta para reduzir o denominador do patrimônio.

Relacionado: Como o Seu Assessor Financeiro Recebe 75% de Sua Renda de Aposentadoria (… ou mais!) Vídeo Aula Gratuita.

Da mesma forma, assumir mais dívidas – digamos, empréstimos para aumentar estoques ou financiar propriedades – aumenta a quantidade de ativos usada para calcular o retorno dos ativos.

3. Volte para a Pesquisa Qualitativa

Se a pesquisa quantitativa revelar os dados em preto-e-branco da história de uma empresa, a pesquisa qualitativa fornecerá detalhes técnicos que proporcionam uma imagem mais fiel de suas operações e perspectivas.

Warren Buffett disse:

“Compre uma empresa porque você quer ser sua dona, não porque você quer que as ações subam”.

Isso ocorre porque, quando você compra ações, compra uma participação pessoal em uma empresa.

Se a pesquisa quantitativa revelar os dados financeiros em preto e branco da história de uma empresa, a pesquisa qualitativa fornecerá detalhes técnicos.

Aqui estão algumas perguntas para ajudá-lo a rastrear seus possíveis parceiros de negócios:

Como a empresa ganha dinheiro?

Às vezes é óbvio, como um varejista de roupas cuja principal atividade é vender roupas.

Às vezes, não é, como uma empresa de fast-food que obtém a maior parte de sua receita com a venda de franquias ou uma empresa de eletrônicos que depende de fornecer financiamento ao consumidor para o crescimento.

Uma boa regra prática que serviu bem a Buffett: invista em empresas de bom senso que você realmente entende.

Esta empresa tem uma vantagem competitiva?

Procure algo sobre o negócio que dificulte imitar, igualar ou eclipsar. Pode ser sua marca, modelo de negócios, capacidade de inovar, recursos de pesquisa, propriedade de patentes, excelência operacional ou recursos de distribuição superiores, para citar alguns.

Quanto mais difícil é para os concorrentes violar o fosso da empresa, mais forte é a vantagem competitiva.

Quão boa é a equipe de gerenciamento?

Uma empresa é tão boa quanto a capacidade de seus líderes para traçar um curso e dirigir a empresa. Você pode descobrir muito sobre gerenciamento lendo suas palavras nas transcrições das teleconferências da empresa e nos relatórios anuais.

Pesquise também o conselho de administração da empresa, as pessoas que representam os acionistas na sala de reuniões.

Desconfie de conselhos compostos principalmente por membros da empresa. Você deseja ver um número saudável de pensadores independentes que podem avaliar objetivamente as ações da gerência.

O que poderia dar errado?

Não estamos falando de desenvolvimentos que podem afetar o preço das ações da empresa no curto prazo, mas mudanças fundamentais que afetam a capacidade de uma empresa crescer ao longo de muitos anos.

Identifique possíveis sinais de alerta usando cenários “e se”: uma patente importante expira; o sucessor do CEO começa a levar os negócios em uma direção diferente; um concorrente viável emerge; nova tecnologia usurpa o produto ou serviço da empresa.

Os seus valores estão de acordo com os da empresa?

A ideia aqui é simples, você conseguiria dormir a noite sabendo que foi responsável pelo ocorrido em Sobradinho? Essa concordância de valores é o que fará seu crescimento ocorrer com segurança, solidez e paz de espirito.

Nada pior do que você ter que “correr” para se desfazer de um ativo por escândalos de corrupção.

como-pesquisar-acoes-02

4. Coloque sua Pesquisa em Contexto

Como você pode observar, existem inúmeras métricas e índices que os investidores podem usar para avaliar a saúde financeira geral de uma empresa e calcular o valor intrínseco de suas ações. Mas analisar apenas a resultado ou a receita de uma empresa em um único ano ou as decisões mais recentes da equipe de gerenciamento mostra uma imagem incompleta.

Relacionado: Por que Você Precisa de um Plano de Riqueza, Não de um Plano de Financeiro.

Antes de comprar qualquer ação, você deve criar uma narrativa bem informada sobre a empresa e quais fatores a tornam digna de uma parceria de longo prazo. E para fazer isso, o contexto é fundamental.

Para um contexto de longo prazo, amplie as lentes de sua pesquisa para analisar dados históricos. Isso fornecerá informações sobre a resiliência da empresa em tempos difíceis, reações a desafios e capacidade de melhorar seu desempenho e agregar valor aos acionistas ao longo do tempo.

Em seguida, observe como a empresa se encaixa no cenário geral comparando os números e as principais taxas acima com as médias da indústria e outras empresas do mesmo setor, empresas semelhantes – ou com produtos substitutos. A maneira mais fácil de fazer essas comparações é usando as ferramentas de pesquisa fornecidas no site de sua corretora.

Próximos Passos…

Rota-Financeira-illustration_18

"Descubra o processo abrangente de planejamento de riqueza comprovado em mais de 15 anos de pesquisas que lhe dará total confiança em seu futuro financeiro"

  • Construa um plano de ação passo a passo para alcançar a independência financeira - totalmente personalizado para você.
  • Como viver para a realização agora, enquanto constrói riqueza para o futuro.
  • Não há mais procrastinação. Sem mais confusão. Apenas progresso e clareza.

O Planejamento de Expectativas de Riqueza mostrará como criar um roteiro financeiro para o resto de sua vida e fornecerá todas as ferramentas de que você precisa para segui-lo.

Saiba Mais ...

Rota-Financeira-illustration_05

Assine seu Kit Inicial de Construção de Riqueza

5 Aulas: Erros Caros de Planejamento Financeiro

Recursos: E-Books, Exercícios e Muito Mais

Ferramentas e Dicas Não Encontradas Neste Site

You have Successfully Subscribed!

Pin It on Pinterest