Mitos do Planejamento de Aposentadoria – 2 Fórmulas “Imperdíveis”

Principais Ideias

  • Por que é um desperdício se concentrar nos mínimos detalhes do planejamento da aposentadoria.
  • O grave erro de basear seu plano de aposentadoria em um único número.
  • Aprenda a aplicar as duas únicas fórmulas de aposentadoria que você precisa.

O planejamento da aposentadoria não é exatamente a ciência exata, polida e dicotômica que você gostaria que fosse…

Surpreendentemente, a maioria das pessoas não “entende” como o processo funciona. Vários mitos ganharam o título de “sabedoria” convencional, apesar de estarem equivocados.

Esses mitos podem te custar muito caro e prejudicar sua segurança financeira.

A verdade sobre o planejamento da aposentadoria é que é algo surpreendentemente simples. Todos os princípios essenciais podem ser reduzidos a 2 conceitos básicos.

Neste artigo, revelarei os vários mitos por trás do planejamento da aposentadoria, enquanto exploramos nossos dois conceitos críticos de construção de patrimônio.

Assim, você terá as ferramentas necessárias para garantir seu futuro financeiro.

Mas, primeiro, vamos passear por uma rápida história…

mitos-do-planejamento-de-aposentadoria

Troca-se a Paisagem pelo Sombreiro…

Vamos cobrir o básico…

Liberdade financeira (ou segurança de aposentadoria – a mesma coisa) ocorre quando sua renda passiva excede suas despesas.

Observe como existem apenas duas variáveis ​​para essa equação: receitas passivas e despesas. É isso – nada complexo!

O jogo da liberdade financeira consiste em construir uma renda passiva e controlar as despesas. Quando a receita excede as despesas, você está financeiramente livre. Simples.

Existem três classes amplas de ativos para construir renda passiva – negócios, imóveis e ativos de papel.

Não há nenhum “melhor”, cada um oferece características distintas.

Mesmo assim, se você olhar para a maioria das calculadoras de aposentadoria, nunca saberia que existem três classes de ativos com as quais construir a aposentadoria.

Eles geralmente assumem apenas uma classe de ativos – ativos de papel. Eles não fornecem nenhum mecanismo para adicionar fluxos de renda adicionais de empresas ou pagamentos de quantia total pela venda de propriedades imobiliárias.

Em vez disso, eles apenas modelam o crescimento dos ativos de papel.

Relacionado: 5 Erros de Novato no Planejamento Financeiro que Custam Caro (e o que fazer em vez disso!) Explicado em 5 vídeo aulas gratuitas

Você consegue adivinhar por quê? Veja os anunciantes e serviços que oferecem suporte a essas calculadoras… corretoras, planejadores financeiros e outros no ramo de venda de ativos de papel. Não é coincidência.

Sei que isso parece óbvio, mas muitos não entendem! Eles se convenceram do mito da única classe de ativo. Deixe-me lhe dar um exemplo…

Minha Calculadora Definitiva de Aposentadoria foi avaliada em um blog popular e respeitado (nada se ganha em citar nomes) e os leitores fizeram uma variedade de críticas bem-intencionadas, mas mesquinhas.

O autor dividiu a forma como ele usava a calculadora para desenvolver cenários de aposentadoria, mas seus leitores não conseguiam ver a paisagem, devido ao sombreiro…

  • “Não inclui entradas separadas por cônjuge.” 
    • Resposta: Quem precisa dessa complicação? Basta somar os dois. Existe um motivo para se chamar união.
  • “Ela não fornece taxas de imposto separadas antes e depois da aposentadoria.” 
    • Resposta: Quem se importa? Diferentes taxas só seriam significativas se sua renda tributável caísse drasticamente após a aposentadoria. A menos que liberdade financeira seja igual à pobreza, esse detalhe adicionado só introduziria complicações sem sentido.

Os comentários continuaram com algumas críticas sobre os minuciosos detalhes que – na prática – possuem pouca influência no cálculo final.

O foco era nos detalhes irrelevantes! E o mais importante, perderam completamente o valor exclusivo desta calculadora.

Ninguém forneceu comentários positivos sobre os recursos importantes que diferenciam esta calculadora da “concorrência”, como:

  • Ela simplifica apenas aos números essenciais. Para…
    • Ser aceitavelmente precisa sem ser excessivamente complicada.
  • Ela te permite alterar qualquer entrada e pressionar “re-calcular”. Para…
    • Testar uma variedade de combinações com eficiência e rapidez.
  • Ela te permite incluir um pagamento fixo futuro. Para…
    • Modelar herança, vender imóveis e/ou negócios em uma data futura.
  • Ela te permite definir três fluxos de receita separados. Para…
    • Simular receita de imóveis, seguridade social, previdências, negócios ou qualquer outro plano que desenvolva para gerar uma receita passiva que exceda as suas despesas.

A triste realidade é que os pseudos críticos ficaram acorrentados aos mínimos detalhes da previsão de um número mágico e mitológico para o acúmulo de ativos de papel e nunca perceberam os pontos mais importantes.

A distração aos detalhes os levou na direção errada. Claro que os ativos de papel são importantes – obvio – mas eles são apenas uma das três classes de ativos.

Portanto, esse é o primeiro erro no planejamento da aposentadoria – foco indevido em uma única classe de ativos… nos ativos de papel.

É um mito perpetuado por uma indústria financeira que tem o interesse de convencer você a gastar suas economias suadas para aposentadoria nos ativos de papel que vendem (ações, títulos, fundos mútuos, ETFs, etc.).

A verdade é que existem três classes de ativos viáveis ​​para o planejamento de aposentadoria e sua modelagem deve incluir todos os ativos adequados à sua situação de vida.

Dito isso, como os ativos de papel domina os planos de aposentadoria da maioria das pessoas, vamos fazer uma autopsia neste assunto e examinar vários outros erros cometidos ao planejar a aposentadoria com o uso desta classe de ativos…

Análise de Cenários, Não Um Número Mágico

O erro subsequente é acreditar no número mágico. Aquele total de economias que as calculadoras de aposentadoria afirmam que você deve acumular para desfrutar de segurança financeira.

O principal sintoma deste mito é um desejo de aplicar análises cada vez mais detalhadas em um esforço inútil de aumentar a precisão desse número.

Não perca seu tempo! Infelizmente, não funciona assim…

As vítimas desse mito fazem perguntas como as críticas acima. Elas acreditam que cada pequeno número, taxa de impostos e detalhes são – de alguma forma – marginalmente relevantes para seu objetivo: saber quanto dinheiro precisam para se aposentar.

Não é!

O motivo para todos esses detalhes serem completamente inúteis é sua significância quando comparado a um ou dois números criticamente importantes.

Acerte esses números grandes e todos os outros detalhes serão apenas isso… detalhes.

Por outro lado, se você errar esses números importantes, irá falhar completamente, não importa o quão detalhada seja sua análise.

É simples assim.

Vejamos como – ao usar ativos de papel – os números críticos monopolizam o processo de planejamento de aposentadoria. Assim, você não comete o mesmo erro…

Não confie no “número mágico” para o seu plano de aposentadoria – concentre-se nessas duas coisas.

O Percentual para a Taxa de Poupança

O primeiro número criticamente importante ao planejar a aposentadoria com ativos de papel é a porcentagem da renda economizada versus gasta.

Em meu artigo Como qualquer pessoa pode se aposentar em 10 anos (ou menos!), eu mostro como uma taxa – super agressiva – de poupança te permitiria pular todas as calculadoras, ao reduzir o planejamento de aposentadoria a uma proporção simples que prevê, com precisão científica, quanto tempo levará para você conquistar sua liberdade financeira.

Os números foram…

mitos-do-planejamento-de-aposentadoria
  • 10% de taxa de economia = 42 anos
  • 20% de taxa de economia = 32 anos
  • 40% de taxa de economia = 21 anos
  • 50% de taxa de economia = 17 anos
  • 60% de taxa de economia = 14 anos
  • 70% de taxa de economia = 10 anos
  • 80% de taxa de economia = 7 anos

Nota do Editor: Esses números são – cientificamente válidos – para taxas de poupança muito altas (ou seja, 60% -80%) porque horizontes de tempo mais longos introduzem complicações de retornos compostos e inflação, conforme explicado na próxima seção deste artigo. Taxas de poupança mais baixas (ou horizontes de tempo mais longos) são mostrados apenas para ilustração. Consulte o artigo completo para todos os detalhes.

Esta não é uma teoria matemática maluca. Isso explica exatamente como me aposentei aos 27 anos.

Economizei cerca de 70% de uma receita substancial e nunca permiti que os gastos aumentassem com a receita. Não demorou muito para meus ativos crescerem o suficiente para sustentar meu estilo de vida.

Essa é uma maneira muito simples e cientificamente precisa de atingir o objetivo.

Uma das minhas citações favoritas é: “Se você quiser saber quanto tempo alguém levará para conseguir algo, basta olhar para quanto de seus recursos (tempo e dinheiro) eles dedicam ao objetivo”.

Essa fórmula, corrobora com essa afirmação. Parafraseando o original: se você quiser saber quanto tempo levará para alcançar a liberdade financeira, basta olhar para a porcentagem de recursos financeiros que você dedica a essa meta.

Notavelmente simples… e deslumbrantemente eficaz. Simplesmente funciona!

Mais uma vez, não se preocupe com detalhes perturbadores. Mantenha a simplicidade e concentre-se em uma coisa – maximizar suas economias – seja qual for a estratégia.

O objetivo é direcionar a receita do consumo para a coluna de ativos. Assim que você tiver ativos, o próximo conjunto de números entrará em cena… isso é extremamente importante.

Assim, construímos…

1ª Princípio

Se você deseja se aposentar mais rápido, reduza seus gastos e / ou aumente sua receita de modo que sua poupança como percentual da receita cresça. Quanto maior a porcentagem, mais rápido e confiável você alcançará a sua meta.

A primeira coisa em que você deve se concentrar ao planejar a aposentadoria é maximizar suas economias!

O Total em Ativos é uma Variável entre Retorno de Investimento e da Inflação

A quantidade de economia necessária para sustentar qualquer nível de gastos é uma função do retorno do investimento menos a inflação.

Este é o segundo GRANDE número! Nada mais chega perto ao planejar a aposentadoria com ativos de papel.

Todos os ínfimos detalhes exigentes que surgem quando as pessoas buscam aperfeiçoar seu número mágico de aposentadoria são ofuscados por essa proporção – ROI menos inflação.

A razão é simples – retornos compostos multiplicam pequenas diferenças em diferenças ENORMES por longos períodos.

Não se trata de transformar colinas em montanhas; trata-se de transformar grãos de areia no Himalaia!

Trabalhei com esses números durante toda a minha vida adulta e ainda me surpreendo quando trabalho o processo com um cliente de coaching financeiro e vejo o efeito. Sério, tente você mesmo.

Vá para a minha Calculadora Definitiva de Aposentadoria agora mesmo e marque suas melhores estimativas para descobrir quanto dinheiro você precisa para se aposentar.

Sério, faça isso agora antes de continuar a ler. Não se preocupe com a perfeição. Suas melhores estimativas são boas o suficiente para este exercício.

Ao inserir a expectativa de vida, use 100 anos, a menos que você tenha problemas de saúde conhecidos. Por que 100 anos?

As pesquisas já mostram grandes probabilidades de um casal saudável aos 65 anos ter um dos cônjuges além dos 90 anos. Esse número aumenta a cada década, então use 100 como um número redondo.

Você obterá muito mais valor com isso se fizer o exercício agora! Por favor, não confie em mim. Prove por si mesmo.

Levará apenas dois minutos e pode ser os dois minutos mais reveladores de toda a sua semana.

Culpado de focar nos detalhes ao planejar sua aposentadoria? Experimente este exercício revelador.

Depois de preencher a calculadora com seus números de nível básico, anote o “número mágico de aposentadoria” que ela fornece.

Em seguida, tente aperfeiçoar seu número mágico “ajustando” algumas variáveis ​​como taxa de impostos, idade de aposentadoria e outros detalhes semelhantes aos comentários críticos citados anteriormente recomendados.

A única regra é que você não pode tocar nas duas entradas principais destacadas neste artigo – retorno sobre o investimento e inflação. Todo o resto é um jogo justo.

Observe que seu número mágico muda com cada variação, mas as mudanças são fracionárias.

Relacionado: Por que Você Precisa de um Plano de Riqueza, Não de um Plano de Financeiro.

Suas estimativas de quanto dinheiro você precisa para se aposentar permanecem no mesmo patamar de seu número original. O cálculo é relativamente estável.

Agora, usando exatamente os mesmos dados de antes, aumente sua taxa de inflação em 2% e, ao mesmo tempo, reduza seu retorno sobre o investimento em 2% (mas certifique-se de sentar primeiro ;-)).

Percebeu o que quero dizer? Para a maioria das pessoas, essa pequena mudança vai – literalmente – multiplicar várias vezes o valor de que você precisa para se aposentar.

Deve derrubar sua estimativa original do pedestal, e joga-la para outro estado.

É por isso que chamo todas as outras variáveis ​​de “detalhes” e rotulo essas duas proporções de “críticas”. É assim que a matemática funciona.

2ª Princípio

Pequenas mudanças em alguns números-chave multiplicados por longos períodos têm um impacto ENORME em sua capacidade de se aposentar com segurança financeira. Portanto, concentre-se nessas variáveis-chave e não se preocupe com os minuciosos detalhes.

O que Importa, Importa. O Resto é Resto

Agora, vamos levar esta lição um passo adiante …

Há um pequeno problema com essa análise que eu revelei na seção anterior (mostrando como alguém pode se aposentar em 10 anos). Expliquei que longos períodos introduziam variáveis ​​que não podiam ser estimadas com segurança.

Em outras palavras, esse índice chave (ROI – inflação) não pode ser previsto com precisão. É outro mito do planejamento de aposentadoria porque ninguém sabe qual será a taxa de inflação ou o retorno sobre o investimento (com margem de 2%) nos próximos 15-30 anos.

É um palpite, total ficção, figura de entretenimento. No entanto, toda calculadora de aposentadoria exige que você estime essa variável. Se você estimar errado, todo o cálculo está errado.

Sério… os ecônomos Ph.D.s que estudam extensivamente esse assunto não podem prever com segurança a inflação daqui a um ano.

É uma piada absurda esperar que você confie em seu plano de aposentadoria com a suposição de um leigo por 30 anos no futuro, quando especialistas treinados, com mais de 20 anos de estudos, não têm ideia.

Esse problema deve ser intuitivamente óbvio para qualquer pessoa que se lembre de 1980… as taxas de juros estavam na casa da “Rainha Elizabeth” e as ações praticamente não chegaram a lugar nenhum por 25 anos.

Quantas pessoas naquela época previram o início da maior alta do mercado de ações da história? E ainda com as taxas de juros de longo prazo caindo para mínimos históricos?

Me arrisco a dizer, com certeza, que quase ninguém previu isso.

Ainda não está claro que ROI e inflação não podem ser previstos? Você consegue se lembrar do topo do mercado altista de 2000 e de quantos adivinhos o alertaram sobre a próxima década de desempenho estável, volatilidade recorde e taxas de juros artificialmente baixas? Você poderia contá-los em uma mão e ainda sobrarão dedos.

Da mesma forma, no auge da bolha imobiliária em 2007, quantos analistas – corretamente – tomaram medidas defensivas e saíram do caminho antes do estouro da bolha?

Ouso dizer que foram posições muito solitárias.

Diante desses fatos, o que o faz pensar que algo será diferente nos próximos 15-30 anos? O futuro é incognoscível; no entanto, uma previsão de aposentadoria baseada no número mágico mítico exige que você preveja todas essas variáveis ​​com precisão.

Relacionado: Por que Você Precisa de um Plano de Riqueza, Não de um Plano de Financeiro.

Se suas previsões estiverem apenas um pouco erradas, então toda a sua estimativa de aposentadoria não vale o papel em que está impressa.

Em linguagem simples, o número mágico da aposentadoria é um mito. É por isso que o planejamento da aposentadoria bem feito requer uma análise de cenário – não a criação de um número mágico mítico.

O número mágico da aposentadoria não existe. Em vez disso, baseie seus planos de aposentadoria na análise de cenários.

A verdade é que pequenos erros nas estimativas principais causam erros tão grandes no valor que você precisa que a ideia de confiar no cálculo é essencialmente tola.

Chocante, mas é verdade!

Agora você entende por que eu literalmente ri quando alguém criticou minha calculadora de aposentadoria por não permitir comentários individuais para cada um dos cônjuges. Eles perderam todo o ponto.

Detalhes como esse são complicações sem sentido – totalmente irrelevantes. É equivalente a discutir se uma curva à direita ou à esquerda é melhor para sair de um cruzamento de ferrovia quando um trem de carga está vindo em sua direção a 150 Km/por hora.

Calculadoras de aposentadoria são úteis, mas apenas para análise de cenário – não para determinar seu número mágico.

  • Use calculadoras de aposentadoria para modelar uma ampla gama de variáveis ​​para produzir um intervalo de confiança.
  • Veja o que acontece se você adicionar 10 anos de renda adicional – trabalho de meio período, consultoria ou o que quer que possa interessar a você para aliviar a pressão sobre as economias e permitir que seus ativos cresçam mais tempo.
  • Experimente modelar a receita de aluguel de imóveis que se ajusta à inflação e aumenta quando você paga a hipoteca.
  • Tente modelar o que acontece quando você recebe uma herança, vende uma casa ou empresa.
  • Experimente modelar a diferença entre uma alocação de ativos convencional e uma carteira de crescimento de dividendos.
  • Tente modelar se é melhor atrasar o Seguro Social ou iniciar os pagamentos antecipadamente.
  • Experimente modelar vários fatores juntos.

Em outras palavras, use a calculadora de aposentadoria para colocar números em diferentes planos de vida para seu futuro financeiro. Cada exemplo ensinará outro princípio, assim como os exemplos deste artigo ensinam princípios.

É assim que você usa calculadoras de aposentadoria de maneira adequada, e é por isso que minha Calculadora Final de Aposentadoria foi projetada – especificamente – para facilitar e simplificar um processo de análise de cenário.

A Calculadora Definitiva de Aposentadoria foi projetada com três objetivos específicos em mente:

  1. Ela omite complicações sem sentido e detalhes não essenciais, reduzindo assim as barreiras para a conclusão dos cálculos. É mais importante planejar a aposentadoria de maneira aproximada do que não planeja-la. Também é importante não ficar tão preso a detalhes a ponto de se enganar ao acreditar que o resultado é cientificamente preciso.
  2. Ela fornece uma plataforma simplificada para que você possa modelar vários cenários usando todas as três classes de ativos (não apenas ativos de papel como calculadoras concorrentes). Nenhuma outra calculadora permite essa flexibilidade que é essencial para a forma como as aposentadorias modernas são planejadas.
  3. Ela permite que você crie intervalos de confiança de forma rápida e fácil, variando entradas individuais e vendo como isso afeta a saída geral.

Resumindo, esta calculadora foi projetada para análise de cenário – não para números mágicos míticos.

A proposito, se você aprecia esta calculadora de aposentadoria e esta explicação sobre como usá-la da maneira certa, “curta”, conecte-se e compartilhe essas páginas. Me ajude a divulgar esses princípios importantes.

A análise de cenário é como você combina o planejamento de vida com calculadoras de aposentadoria para produzir um roteiro realista para alcançar a segurança financeira.

É uma abordagem prática para o planejamento da aposentadoria que evita os mitos e armadilhas que infelizmente se tornaram sabedoria convencional.

Em Suma…

Construir riqueza para a aposentadoria não é complicado. O processo é regido por princípios matemáticos estritos que implicam certos objetivos claros.

Começando pelo básico, o objetivo é a liberdade financeira, que é definida como receita passiva que excede as despesas.

Isso concentra seus planos financeiros em apenas dois objetivos – aumentar a receita passiva e controlar as despesas. Simples.

Em segundo lugar, a maioria das calculadoras de aposentadoria supõe – implicitamente – que há apenas uma classe de ativos (ativos de papel) e prega o mito do número mágico. Fato que não é verdade.

Projetei essa Calculadora Definitiva de Aposentadoria para que você tenha uma ferramenta que funcione com a realidade da “Nova aposentadoria” – várias classes de ativos, aposentadorias em fases e muito mais.

Finalmente, ao modelar ativos de papel como parte de seu plano de aposentadoria, é essencial focar nas duas grandes proporções que respondem pela maior parte da variação na produção:

  • Suas economias como um percentual de sua receita
  • Retorno sobre o investimento menos a inflação

O segredo é não cair no mito do número mágico e não se envolver em detalhes excessivos.

A verdade é que o planejamento da aposentadoria é essencialmente uma aposta em um futuro desconhecido que requer suposições sobre a inflação e o retorno sobre o investimento. E esses, não podem ser previstos com precisão. É por isso que detalhes excessivos são uma completa perda de tempo.

Mesmo que o mito do número mágico ensinado pela maioria dos outros educadores esteja errado, você não deve concluir que calculadoras de aposentadoria são uma perda de tempo. Eles não são.

Estudos do Employee Benefit Research Institute demonstram que as pessoas que estimam quanto dinheiro precisam para se aposentar tomam medidas mais eficazes para economizar para a aposentadoria e produzem melhores resultados.

Calculadoras de aposentadoria devem ser usadas para análise de cenário e para modelar diferentes planos de vida para aposentadoria. Eles fornecem uma estrutura extremamente valiosa.

Elas ensinarão princípios essenciais que terão um impacto positivo em suas decisões financeiras e terão aplicação prática em como você investe, administra seu dinheiro e projeta sua vida.

Só não confunda o mapa com o território acreditando que o número mágico produzido é mesmo remotamente preciso.

Calculadoras são mais bem usadas para mapear um caminho e colocar números em seu plano de vida. Eles são indispensáveis ​​para ver o impacto financeiro de cenários hipotéticos para que você possa tomar decisões mais bem informadas sobre o futuro.

Dito isso, lembre-se sempre de tratar a produção com cautela e nunca confundir ciência matemática com arte.

O futuro não pode ser previsto com precisão científica… o mesmo vale para sua aposentadoria.

Finalmente, se você obteve valor com este artigo, deixe-me saber curtindo, vinculando e compartilhando este artigo e a página de recursos da calculadora de aposentadoria aqui.

Agradeço seu apoio e agradeço seus comentários abaixo…

Trate a produção de seus cálculos de aposentadoria com cuidado. O futuro não pode ser previsto com precisão científica.

Rota-Financeira-illustration_18

"Descubra o processo abrangente de planejamento de riqueza comprovado em mais de 15 anos de pesquisas que lhe dará total confiança em seu futuro financeiro"

  • Construa um plano de ação passo a passo para alcançar a independência financeira - totalmente personalizado para você.
  • Como viver para a realização agora, enquanto constrói riqueza para o futuro.
  • Não há mais procrastinação. Sem mais confusão. Apenas progresso e clareza.

O Planejamento de Expectativas de Riqueza mostrará como criar um roteiro financeiro para o resto de sua vida e fornecerá todas as ferramentas de que você precisa para segui-lo.

Saiba Mais ...

Rota-Financeira-illustration_05

Assine seu Kit Inicial de Construção de Riqueza

EBook: 18 Lições de um Milionário Auto Feito

ECurso: 52 Semanas de Liberdade Financeira

Ferramentas e Dicas Não Encontradas Neste Site

Optin Start Sequence

You have Successfully Subscribed!

Pin It on Pinterest